Share This

20130620-juventude-vivaA secretária nacional de Juventude, Severine Macedo, apresentou o Plano de Prevenção à Violência contra a Juventude Negra, o Juventude Viva, durante a reunião ordinária do Grupo de Persecução Penal da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), que aconteceu na última quarta-feira (12/6) em Brasília.

Participaram do encontro mais de 80 gestores estaduais de metas da Enasp, representantes do Ministério Público, da Polícia Civil, do Judiciário e das Defensorias Públicas de todos os estados.

Durante a reunião, a conselheira Taís Ferraz sugeriu algumas ações conjuntas do Juventude Viva com o apoio da Enasp. Entre as medidas, a conselheira propôs pensar em maneiras de monitoramento das ações do Plano com os agentes de direito e a colaboração do Ministério Público Viva nos âmbitos estadual e municipal.

Também foi colocada à disposição do Plano uma parceria com a campanha “Conte até 10”, que visa sensibilizar a sociedade com objetivo de evitar os homicídios cometidos por impulso, que ocorrem em situações corriqueiras, como brigas em bares, discussões no trânsito ou entre vizinhos. O alvo são os crimes que acontecem em função da banalização da violência, da falta de tolerância, da ação impensada no momento da raiva. Daí a proposta de contar até dez e manter o controle. A ação é uma iniciativa do Conselho Nacional do Ministério Público em parceria com a Enasp.

A coordenação do Juventude Viva foi convidada ainda a indicar um representante para acompanhar os trabalhos do Grupo de Trabalho de Criminologia e Prevenção, criado durante a última reunião ordinária da Enasp com o objetivo de discutir propostas de atuação para prevenção da violência.

Em seu processo de expansão, depois de Alagoas, a Paraíba será o primeiro estado a receber o Juventude Viva no dia 16/7. Ainda no mês de julho o Plano será implementado no Distrito Federal (30/7). Até o mês de dezembro a ação chegará a São Paulo; Bahia; Espírito Santo; Rio de Janeiro; Rio Grande do Sul e Pará.